Livro em sete dias

Published on junho 28th, 2018 | by Marcela

1

‘Garoto Encontra Garoto’, de David Levithan

No Dia do Orgulho LGBTI, nosso #tbt é sobre “Garoto encontra garoto” (Editora Galera Record, 2ª edição), de David Levithan. Foi o meu primeiro contato com o autor e adorei a narrativa. Só achei que a sinopse na capa entrega muito do que acontece no desenrolar do romance. Não que a proposta deste exemplar seja ser algo totalmente surpreendente, mas não gosto quando o resumo revela mais do que deveria.  

A sinopse (resumida por mim) é a seguinte: “Paul estuda em uma escola nada convencional. Líderes de torcida andam de moto, a rainha do baile é uma quarterback drag-queen, e a aliança entre gays e héteros ajudou os garotos héteros a aprenderem a dançar”.

Confira minha opinião:

Protagonista: Paul é um adolescente e sabe que é gay desde os cinco anos de idade. O livro é contado em primeira pessoa, então é impossível não se envolver com seus pensamentos, amigos e família maravilhosa.

Coadjuvantes: Outro grande acerto do livro é focar na amizade e na união. O autor construiu não apenas um protagonista interessante, mas vários outros adolescentes verossímeis e agradáveis. Personagem destaque: Infinite Darlene, transexual, jogadora de futebol americano e rainha do baile. Como não amar tanta versatilidade e plenitude? Tony (deixa eu te dar um abraço?) e Noah (#crush) também ganharam meu coração.

Trama: Um livro infanto-juvenil que tem um romance gay como foco já chamou minha atenção. Primeiro, porque acho a representatividade e a visibilidade fundamentais para que as crianças e os jovens LGBTI percebam que heroínas, heróis, princesas, príncipes e as garotas/garotos mais populares da escola são como eles. Isso cria empoderamento. Espero que cada vez mais outros livros, filmes e séries também passem a respeitar e retratar a diversidade das sociedades. Aliás, que escola maravilhosa que o autor criou, com tanta diversidade e amor. Todo a cidade e o livro transbordam fofura. É uma leitura leve, que flui muito bem (eu li as primeiras 80 páginas sem perceber, apenas indo para o trabalho) e que tem personagens encantadores. Me senti de novo aluna do ensino médio, com vontade inclusive de abraçar e apoiar alguns personagens (e sacudir alguns outros, confesso).  

O livro foi lançado em 2003 nos Estados Unidos, mas só chegou às livrarias brasileiras em 2014. Ao pesquisar sobre o assunto, adorei essa observação do autor na ocasião, em entrevista ao Globo: “Quando publiquei “Garoto encontra garoto”, há 11 anos, havia partes da história que pareciam pura fantasia. Na trama, cidadãos americanos gays poderiam se casar, e a geração mais nova lidava tranquilamente com os homossexuais. Se você me dissesse que essas coisas seriam verdade dez anos depois, eu não teria acreditado. Com certeza, estamos muito mais próximos hoje da realidade do livro do que em 2003. Ainda temos muito a percorrer na estrada pela igualdade dos direitos civis, mas, especialmente para os mais jovens, boa parte do percurso já foi feita” disse Levithan, lembrando que recebe milhares de e-mails de jovens leitores dizendo que a história de Paul e Noah os ajudou a entender quem eram.

Ponto forte: representatividade e leveza.

Um livro para ler: quando quiser uma comédia romântica.

 

Tags: , , ,


About the Author



One Response to ‘Garoto Encontra Garoto’, de David Levithan

  1. Pingback: No caminho do respeito à diversidade: livros com protagonistas LGBTI+ – Cuida Bem do Meu Livro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑

Gostou do nosso conteúdo? Nos acompanhe nas redes sociais!

  • Facebook
  • Instagram
  • SOCIALICON