Livro em sete dias

Published on agosto 5th, 2018 | by Ana

0

‘O garoto do cachecol vermelho’, de Ana Beatriz Brandão

Comprei neste ano um exemplar da 5ª edição de “O garoto do cachecol vermelho”, livro da Ana Beatriz Brandão publicado pela Verus, do Grupo Record. Tantas novas impressões em pouco tempo (o livro foi lançado em 2016) provam o que qualquer um que zapeie por canais literários conseguem perceber: a história é um sucesso. Não a toa já teve seus direitos vendidos para as telonas. Saiba o que achei da obra.

Sinopse: Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho. Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.

Julgamos o livro pelo título e pela capa: Eu gosto dos dois, mas não são meus favoritos.

Sobre a autora: A Ana Beatriz é muito, muito jovem (se não me engano, escreveu o livro com 16 anos) e isso é surpreendente. Ela percorre lugares não-óbvios, dá para ver que ela fez uma pesquisa muito boa para o livro, já que aborda assuntos e cenários (como até a universidade) que não fazem parte de sua vida pessoal. Quero ler mais dela e acho que devemos todos ficar atentos a sua produção.

Protagonista: A Melissa é o que muitas vilãs de outros livros são: preconceituosa e sem coração. Ela não consegue ser uma pessoa bacana nem com quem a chama de amiga. E este foi o meu maior entrave para avançar no livro, me envolver emocionalmente com a história, por muito tempo.

Coadjuvantes: Entre eles, há outros personagens até mais detestáveis. Por outro lado, o Daniel é uma pessoa incrível, o grande destaque da história (com exceção de um episódio, em que achei sua abordagem bem egoísta) e com certeza por isso ele ganhou seu próprio livro depois, “A garota das sapatilhas brancas”.

Trama: Um spoiler recorrente em resenhas aqui no Instagram e até no site da escritora (achei absurdo) me deixou bem chateada, por sugestionar toda a minha leitura. Algumas pessoas me disseram que não era um segredo e que este fato, em parte, foi até anunciado na pré-venda da primeira edição. Continuei achando um vacilo, pois tudo que não está na contracapa para mim é spoiler. rs! Mesmo assim, confesso, é impossível não se surpreender com o livro e passar indiferente a ele. Para mim, é uma história sobre como as pessoas podem afetar umas às outras, mas também sobre se refazer e decidir o próprio destino.

Ponto forte: O trabalho de pesquisa notável da autora.

Um livro para: se emocionar.

Tags: , , , , , , ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑

Gostou do nosso conteúdo? Nos acompanhe nas redes sociais!

  • Facebook
  • Instagram
  • SOCIALICON