Livro em sete dias

Published on agosto 15th, 2018 | by Ana

0

‘Férias, amor e chocolate quente’, de Patrícia Barboza

Eu li “Férias, amor e chocolate quente” da Patrícia Barboza (Verus, 1ª edição) em apenas um dia e ao terminá-lo, descobri que a história é um crossover de dois universos já conhecidos dos leitores teen: “Confusões de um garoto” e “A consultora teen”. A informação está na contracapa, mas eu estou com uma mania estranha de não ler sinopses de livros que me recomendam e me deixar ser surpreendida. Bom, imagino como os fãs ficaram felizes e, por minha vez, fiquei com vontade de ler tudo que veio antes.

Sinopse: O Kairós Fun & Learning Eco Resort é um dos acampamentos mais divertidos para passar as férias. Adolescentes de várias partes do Brasil se hospedam lá para aproveitar o parque aquático e as gincanas, praticar arvorismo e tirolesa, além de curtir festas inesquecíveis. Fabi está ansiosa para realizar o sonho de conhecer o Kairós. Ela mal consegue acreditar que ganhou o sorteio para passar uma temporada no acampamento e quer curtir cada segundo. Já Adolfo está achando um tremendo castigo ser obrigado a ficar em um lugar cheio de gente estranha. O que ele não imagina é que justamente lá vai se apaixonar pela primeira vez. Como será que ele vai lidar com esse sentimento que ganhou de presente no dia do seu aniversário?

Minhas opiniões:

Observação sobre o autor: A Patrícia Barboza aborda várias questões da adolescência com um ritmo muito legal.

Julgamos o livro pelo título e pela capa: Já não gosto muito de capas com fotos, mas nesta os rostos exibidos também não me lembraram personagens de 14 anos. E o chocolate quente vermelho me incomodou um tanto. O que me agradou foi o título fofo.

Protagonista: Percebi que nem sempre Adolfo foi um cara superlegal. Mas agora é e que bom ter conhecido ele neste momento. Suas revoltas adolescentes não foram o suficiente para me dar preguiça durante o livro e fazer com que eu parasse de gostar dele. A Fabi também é uma graça e bem parecida comigo em um ponto: se empolga com qualquer coisa. Até mesmo com brindes em uma viagem. Viramos mais que friends, colegas. Ah! Os dois têm 13 para 14 anos.

Coadjuvantes: Acho que um dos pontos positivos do livro é trazer tantos perfis diferentes de personagens através dos coadjuvantes e contemplar uma gama maior de adolescentes. Você nunca beijou? Você já beijou muitos? Você nem quer beijar neste momento da vida? Tudo bem, se apegue ao seu personagem favorito e descubra que ser diferente é super normal. Clichê? Sempre bom reforçar para adolescentes.

Trama: Sabe filme da Disney, em que quando o beijo rola a luz da sala de cinema já está acendendo, pois o filme chegou ao fim? Este livro também tem este filtro, com mais cenas de mãos dadas do que pegação (e uma narração bem resumida). Haha! Mas a trama não é super infantil. Nas conversas ao longo da história, beijar ou não beijar (eis a questão) é assunto recorrente, há menções a pernas bonitas e braços musculosos, os personagens já até namoraram (terminaram também, rs) aos 13 anos de idade… E temas como fumo e vergonha das mudanças no próprio corpo são abordadas, com um tom que é super positivo para adolescentes.

Ponto forte: a representatividade ampliada através de coadjuvantes.

Um livro para ler: matar saudades dos recreios com a revista Capricho.

Tags: ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑

Gostou do nosso conteúdo? Nos acompanhe nas redes sociais!

  • Facebook
  • Instagram
  • SOCIALICON