Livro em sete dias

Published on agosto 30th, 2018 | by Marcela

0

‘A culpa é das estrelas’, de John Green

Na semana passada, eu li “Tartarugas até lá embaixo“, de John Green. O livro se tornou o meu favorito do autor, empatado com o lindinho “A culpa é das estrelas”. Como ainda não tinha falado desta história por aqui, escolhi esse #TBT nesta semana. Apesar de ter visto o filme no cinema, só tive contato com o livro no fim de março deste ano.

A sinopse é a seguinte: Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.

Minhas opiniões:

Observação sobre o autor: O meu primeiro contato tinha sido com o filme inspirado por esse livro. Vi no cinema, sozinha, cercada por adolescentes soluçantes e achei uma gracinha. Neste ano, li o “O Teorema Katherine” e “Will & Will” (em parceria com David Levithan), dois romances bem fofinhos.

Julgamos o livro pelo título e pela capa: Capa fofa, inspirada no filme. Eu particularmente preferia a edição com ilustração, porém, aproveitei uma promoção imperdível para garantir meu exemplar, então nada de escolha.

Protagonista: Hazel é uma menina forte,  carismática e sarcástica. Como vi o filme antes, impossível não imaginá-la com o rostinho da Shailene Woodley.

Coadjuvantes: Augustus Waters é um galã de arrancar suspiros. Sua personalidade, seu companheiros e seu carisma transformam o adolescente em um crush literário maravilhoso. A família de Hazel me comove bastante também.

Trama: Como eu já tinha visto o filme (cercada por muitas adolescente soluçantes e histéricas), já sabia o que ia acontecer. Geralmente, eu prefiro o livro, mas, este foi um caso que o prazer assistindo e lendo empataram. É uma história voltada para adolescentes e conta com diálogos leves e descontraídos, apesar de todo o drama envolvendo a saúde do casal. A narrativa flui em um bom ritmo.

Ponto forte: falar sobre o primeiro amor de uma forma autêntica.

Um livro para ler: preparado para chorar.

Tags: , ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑

Gostou do nosso conteúdo? Nos acompanhe nas redes sociais!

  • Facebook
  • Instagram
  • SOCIALICON