Livro em sete dias

Published on setembro 14th, 2018 | by Ana

0

‘No mundo da Luna’, de Carina Rissi

O TBT de hoje é da Carina Rissi, que nos deu entrevista neste mês. Depois, é claro, que você ler o que eu achei de “No mundo da Luna”, pode ver o que a Carina falou sobre seus próximos livros e as adaptações encaminhadas de seus livros para audiovisuais.

Sinopse: A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome. Recém-formada em Jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.

Julgamos o livro pelo título e pela capa: Adoro uma piadinha infame e achei fofinho o título. A capa eu acho meio misteriosa demais para a proposta, mas não é feia.

Sobre o autor: A Carina é uma fábrica de romances e eu ainda não li algo realmente ruim vindo dela. Às vezes até deixo de ler a história dela quando compro, para me salvar em uma ressaca literária.

Protagonistas: Nem sempre eu concordo com as escolhas da Luna, mas ela é uma personagem legal de acompanhar. O tipo na teoria descrente, mas que é capaz de pedir uma ajuda aos deuses, ciganas e cartas quando a vida aperta é bem brasileiro.

Coadjuvantes: Pela primeira vez, eu realmente não gostei de um mocinho criado pela Carina. O Dante é absurdamente grosseiro com seu par romântico, seus funcionários, e não me parece ter melhorado ao longo do livro.

Trama: Miçangueira que sou, uma trama que fale de signos também fala ao meu coração. Me diverti com o desafio de Luna. Meu incômodo, como já falei, ficou por conta da romantização do comportamento agressivo de Dante.

Ponto forte: Carina é antenada e falou de signo quando o tema estava mais em alta do que nunca.

Um livro para: não romantizar o comportamento agressivo.


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑

Gostou do nosso conteúdo? Nos acompanhe nas redes sociais!

  • Facebook
  • Instagram
  • SOCIALICON